domingo, 20 de setembro de 2015

EX

Achei: 
     Ultimamente, e mais do que eu gostaria, a entidade chamada “ex” tem se manifestado. A culpa não é das estrelas e sim de uma série que estou acompanhando. Ela fala muito, muito mesmo, sobre relacionamentos e, claro, ex's fazem parte deles. E isso tem feito eu pensar bastante desde então.
     Eles existem, estão por aí mas não precisamos (ou precisamos?) que eles continuem a fazer parte de uma história que teve seu fim. Há casos e casos para tudo, mas trabalhamos com as regras, não exceções, e a regra diz que manter um ex no caminho é perigoso.
     Digo o porquê. O/A ex é um alguém que fez parte de sua vida de muitas maneiras e intensidades: você já o beijou, você teve sua língua dentro de sua boca, na ponta dos seios, o viu pelado, chorando. O amou com toda a força em seu coração. Fez planos, construiu sonhos e, seja lá qual tenha sido a razão, o que era então atual, deixou o posto e virou ex.
     O perigo são as recaídas. Sim, elas existem e acontecem com maior frequência que os atuais gostariam. A série me mostrou isso! Ok, não só a série. Sou ré nisso também. Salvo os casos em que é um louco psicótico ou algo do tipo, o ex é um alguém que mantém tudo aquilo que um dia você já gostou, já amou: o cheiro da pele, o jeito gostoso de rir, o modo como fazia surpresas, o beijo, como faziam amor... Nada impede, que num dia de chuva, enquanto você corre para se proteger da tempestade, ele passe oferecendo carona e ao se despedir e agradecer, os anos e mágoas do passado fiquem para lá e o romantismo da chuva que cai la fora, façam seu abraço de agradecimento se transformar num afago na nuca e o beijo no rosto, nos lábios. É muito mais primitivo do que se pode imaginar. Por isso acredito que ex tem que ficar muito bem guardado numa caixa onde as coisas do passado ficam.
     Pense numa roupa velha, que você não usa porque tem um furo inconveniente, mas que você adora, é sua favorita: você não usa, mas deixa guardada.
     Por quê?
    “Você adora”... é o valor sentimental. Se você guarda pra ver, pra tocar, pra sentir a textura e o cheiro é porque você gosta. O afeto está aí. E o que impede de lhe fazer um remendo pra usar?

1 comentários:

Anônimo disse...

Mantenho contato com minha ex. Uma coisa é verdade ainda tenho vontade de ficar com ela toda vez que nos vemos. É perigoso mesmo. Smpre bate aquela vontade de recaída. E com outras também já tive recaida rss