quarta-feira, 27 de maio de 2015

(re) Empezar

Achei: 
"Passei o dia ouvindo o que meu futuro me reserva e não gostei nem um pouco. E agora você vem me dizer que eu tenho um recomeço com a mulher dos meus sonhos." Modern Family

E foi a segunda coisa mais linda que ouvi. A primeira está guardada. 
Eu ouvi isso e chorei, porque a ocasião pedia, e passei a refletir (mais ainda se possível). 

O que quero da vida e o que ela espera de mim?

Felicidade é a resposta imediada. Mas a felicidade vem agarrada a muitas coisas: conquistas, viagens,  momentos, pessoas...
O que importa, no fim, é exatamente o que nos fará feliz. 
E a dificuldade vem em conquistar e, muitas vezes, manter. Conquistar requer dedicação, empenho, trabalho. Manter exige dedicação, emprenho, trabalho. Nada vem de graça e às vezes esquecemos a importância dessas coisas em nossas vidas e, junto a isso, do que precisamos deixar pra lá para mantê-las. Perder para ganhar. Transpor o intransponível visando o mais grandioso: o nosso eu que precisa estar contente. 
Me fiz muitas perguntas durante essa semana. Obtive respostas, obtive respostas desagradáveis, obtive as respostas que precisava. Mas a conclusão desse momento é justamente encontrar o ponto de ajuste. A porta para fechar. O obstáculo para saltar. A engrenagem que precisa ser azeitada para rodar melhor.
Bem, acabaram minhas metáforas.

0 comentários: