sexta-feira, 1 de maio de 2015

Amargor

Achei: 
Empurrei suas mãos para longe. Levantei com fúria e, apontando o dedo em sua cara, disse: "Nunca mais!"
Algo foi balbuciado.
"Esse cheiro de sexo que sua boca tem não é meu!"
Lavei meu rosto. O gosto amargo de sexo e traição ficou na minha boca.
Usei um sabão com cheiro de uma flor qualquer.
Pensando bem "Um banho seria melhor."

0 comentários: