sexta-feira, 24 de abril de 2015

Drágea

Achei: 
Antes a vida fosse mais simples e as dores fossem embora com ajuda de um comprimido.
"Ái, que dor de cabeça! Deixa eu tomar esse doril aqui..."
Como seria fácil!
Mas seria uma tolice querer que as dores da alma fossem embora com tanta facilidade.
O único remédio que existe é o tempo: o tempo para deixar distante o que era recente, acalentar os ânimos e trazer novas perspectivas.
O mundo não pára para que juntemos os pedaços que sobram.
domingo, 19 de abril de 2015

Tempo Verbal: Futuro do Pretérito

Achei: 
Dentre as muitas funções do Se uma delas é de ser conjunção subordinativa condicional, que, pelo nome, estabelece um sentindo de condição, um "caso não..."

Vivemos constantemente com isso. Com condições, possibilidades, uma remessa de "talvez".
Bem, a vida, às vezes, tem planos diferentes.
É o que sempre teve de ser.
Se determinada situação acontecesse, muitas outras seriam formadas e outras deixariam de existir.
Abrem-se portas, fecham-se janelas e o mar de "ses" é infinito.


domingo, 12 de abril de 2015

Dia de chuva

Achei: 
Ela olhou pra ele, e olhou durante alguns minutos enquanto ele falava. Olhou nos olhos, e alternava entre o olho direito e o esquerdo. Seu peito apertava. Ela não queria dizer adeus...
Ela pensou que poucas coisas em sua vida tinham lhe magoado tanto. Como se sua  própria existência agora lhe entristecesse. Olhou para o céu e pediu...
Pediu que aquele espinho no peito sumisse, e as dúvidas o acompanhassem. O coração havia se partido em pedaços incontáveis e a culpa talvez fosse sua. Talvez
Ainda não era o momento de acreditar no que estava se desfazendo. Viu seus sonhos sumindo dentro na névoa espessa e chorou como um recém nascido.

Desejou não amar tanto.
Desejou um vira-tempo.
Desejou deixar pra lá.
Desejou que não fosse tão difícil.


"Seria diferente, se pudéssemos ter outra chance." -  O brilho eterno de uma mente sem lembranças.