quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

O bosque

Achei: 


Entardecia. Caminhava pelo bosque há algumas horas, não tinha ideia de quantas, mas sei que caminhava há muito tempo. Eu estava cansada. E veio a chuva: forte e fria. Mas eu precisava caminhar, precisava chegar a um lugar que nem conhecia, mas que devia ser quente.
A caminhada começou bem: solo regular, com poucas pedras pequenas, vegetação rasteira e ainda era possível, ao olhar para o céu, ver um pouco do sol. Depois da primeira hora percebi que estava cercada por arbustos e enormes árvores, haviam galhos e troncos pelo caminho, e a umidade pesada entrava pelas narinas. A caminhada se tornava cada vez mais difícil. Veio a chuva, e os pingos gélidos eram como pequenas agulhas na minha face já amortecida.
Nem percebi ao certo quando anoiteceu. Mas já caminhava com dificuldade.
Parei e encostei-me numa árvore de tronco grosso, sentei-me e senti o peso doloroso dos acontecimentos recentes, talvez tenha chorado, preferi pensar que não. Aquilo não era mais permitido, não depois de tudo...
Estava desesperada pelo meu abrigo, errei algumas vezes pois só o luar me acompanhava, mas senti que o caminho era aquele, que a solidão me daria o espaço necessário pra pensar.
Então, enxerguei o que considerei ser meu ponto de luz, o abrigo essencial. Corri. Corri muito numa tentativa desesperada de encontrar seu calor e, quando finalmente entrei nele, lá dentro, nevava.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Motivação

Achei: 
Não importa qual a sua, tenha uma.
Se falta comida na mesa, se não é possível comprar aquele sapato legal, ou se quer viajar e o dinheiro não tá dando, use isso para arrumar outro emprego que pague mais.
Se as brincadeiras com seu peso lhe magoam, a calça não fecha, nenhuma roupa fica bonita ou o olhar do namorado pra outra mulher te faz pensar, use isso para mudar os hábitos. Corra, coma bem, faça bem a você mesmo.

Ela é que permite que você não fraqueje nos momentos mais difíceis. Que te permite ter fé e sonhar. É importante ter algo que preencha suas células com vontade de ser melhor.

Vejo a motivação como o ingrediente determinante para que a receita da sua vida, da sua felicidade, do que lhe faz bem, ou do que você simplesmente quer, dê certo.






domingo, 8 de fevereiro de 2015

Entender

Achei: 
Nunca foi dinheiro e, finalmente hoje, as lágrimas virão. Enxurrada delas.