terça-feira, 18 de novembro de 2014

Cúmplices

Achei: 
 O que é casamento?

No dicionário Aurélio a definição mais afetuosa que encontrei foi "Contrato de união ou vínculo entre duas pessoas que institui deveres conjugais." 
Fiquei até molhada com isso.

Uma vez, não lembro exatamente onde, eu ouvi que - vou parafrasear: Na vida precisamos de um cúmplice. Sim, uma testemunha de nossa passagem por aqui. Alguém que nos acompanhe por longos e eternos anos e que confirme nossos feitos. Senão, de que adianta estarmos por aqui, se alguém não puder presenciar isso?

Muitas vezes, observando o relacionamento de pessoas próximas percebia que são muitas as pessoas que, pra mim, tem uma idéia distorcida do casamento, da união, do compromisso. Várias vezes me perguntei "Ah, é isso então? Se briga com constância? O respeito acaba com o tempo? Ele vai me ofender e eu a ele?" E aí vem mais briga, infidelidade, frustração, tristeza...

As vezes desconfio da sabedoria dos mais "experientes" que dizem que "Tem que ter uma briguinha de vez em quando." Ou que está tudo bem o "Ele ofende, mas ó, não me falta nada..."

De certa forma, agradeço por presenciar o caminhar dessas relações. Isso possibilitou que eu criasse minhas definições e, com isso, "buscasse" quem se encaixasse nisso.  
Por um longo tempo desacreditei na instituição casamento. E claro que ouvi especulações de como minha vida seria sem homem. 
"Quer morrer moça-velha? Não pode! Tem que casar!"

Tem? Não, não tem.
Mas, se tiver, que seja com alguém que complemente seu ser. Que te faça bem, te arranque sorrisos e não dentes. Alguém que ande ao seu lado. Que goste de sua companhia. Que planeje junto. Que tenha um beijo bom. Que não tenha medo de sapos. Que lhe dê apoio nas decisões. Que seja honesto. E que ao lhe tocar...

Casamento não é só sexo, não é só viagem, jantares, baladas, não são divisões unilaterais de trabalho. 

Casamento é muito! É a junção de tudo o que você gosta, de tudo que você quer fazer e que quer compartilhar todas essas coisas com a pessoa que se encaixa, perfeitamente, na definição de cúmplice. 

1 comentários:

Anônimo disse...

Acredito que o casamento não é o ápice de um relacionamento ou do amor do casal. Todosos detalhes do dia a dia do casal, seu respeito e carinho,p ara mim, são o lugar mais algo da vida a dois.