quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Eu te amo?

Achei: 
O que ela está me dizendo? Como podia me amar em dois meses...? Tenho que responder? Ahm... também te amo.
...

E agora?! Não é bem o que quero. Tenho sonhos importantes, mais importantes. Ela já não é mais... e talvez nunca tenha sido. Que empolgação maluca!
...

Ela vai ficar bem. Eu acho... Vai sim! Nem foi tanto tempo assim.

×××

Em algum lugar uma mulher se fazia perguntas que não seriam respondidas. Em algum lugar uma mulher chorava. Em algum lugar uma mulher rasgava fotos, partia aliança, destruía provas do que nunca existiu. Nesse mesmo lugar essa mesma mulher recolhia os pedaços do único coração.

0 comentários: