quarta-feira, 24 de abril de 2013

Da trapaça

Achei: 
É patético o ser humano que se engana. Daquele que fecha os olhos e tapa os ouvidos para uma realidade tão transparente quanto a água.
Pior são aqueles que não se importam em se enganar e que, acreditando na sua mentira, passam a vivê-la como verdade incontestável.
Rondo minhas próprias recordações para saber se estou vivendo numa trapaça.
Não estou mais vivendo.
Mas, sim, trapaceei.

0 comentários: