segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Da frustração

Achei: 
É possível se sentir frustrada com algo que alguém fez, ou pior, deixou de fazer.
As expectativas intensificam o resultado amargo, e às vezes eu fico muito chateada com a inércia, ou a falta de percepção de alguns.
Não quero gritar, nem usar placas luminosas e nem anúncios em jornais.
As evidencias estão ali, bem evidentes!
Mas eu sei, eu sei de onde vem essa vontade de se manter distante.
Distante da pele, da boca, do corpo...
Não dá pra fazer muito. 
Mas um dia passa, as vontades são satisfeitas e, às vezes, os personagens mudam de posição.


0 comentários: