terça-feira, 22 de março de 2011

Até o último suspiro

Achei: 
Alguns chamam de ingenuidade, tolice... eu chamo de fé, de esperança...
Acredito nas possibilidades mais remotas e longínquas que possam existir. Mas existem, e é por isso que acredito nelas.

E é por isso também que vivo numa balança que varia entre sorrisos e lágrimas, pois até o último momento eu deposito minhas fichas nas oportunidades, eu espero por coisas que, nos olhos alheios, estão perdidas... eu espero, e espero. É esperança mesmo. Aí, às vezes, vem as lágrimas e um dorzinha no peito... é a despedida de mais um sonho, ou apenas coisas mais simples, não importa, pra mim tem a mesma relevância. Tudo é importante.

Depois que me recupero, minha cabeça reformula estratégias e meus olhos voltam a brilhar de expectativa, e antes de dormir me perco nos planos que faço, surge um sorriso no escuro, e assim vou construindo mais um sonho.
Faz parte do meu universo sonhar, e até meu último suspiro, ou quando as fichas acabarem, eu estarei lá, firme, forte, com olhos brilhando fazendo minha próxima aposta.

4 comentários:

Orion* disse...

Sonhar é muito bom,permanecer sonhando é que é o perigo.

Lorenna Braga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lorenna Braga disse...

Minha Linda, recupere-se logo dessa fase. Um dia a gente acerta e o sonho vira realidade. Sempre o melhor fica por último!!!!
Bem, mudando de maçã pra laranja (rsrrsrs), quando é que sai a história da nossa "querida professora"?
Tô esperando... arrasa. Mas toma cuidado que vale visto!

Dayana Ribeiro disse...

Gostei do seu post...
;)